PCF-3

Questões comentadas, artigos e notícias

Linux Standard Base: Filesystem Hierarchy Standard

Posted by papacharliefox3 em 04/02/2009

Este post trata da padronização da hierarquia de sistema de arquivos em Linux – FSB. Esta é uma das preocupações do Linux Standard Base, projeto de incentivo à padronização de distribuições Linux que visa facilitar o suporte e adoção do sistema operacional.

Dentre os assuntos de Sistemas Operacionais Linux, a localização de arquivos e comandos, assim como o entendimento da função de cada um deles, são tópicos frequentemente cobrados em provas.  Quando não é apontada a distribuição Linux no texto das questões, como descobrir a qual ‘distro’ a banca se refere? Fedora (Red Hat), SuSE, Debian, cada distribuição pode adotar padrões diferentes.

Prova disso, inclusive do conceito, é a questão do concurso de 2006 para Analista de Redes (Superior) da CENSIPAM:

A LSB (Linux Standard Base) tem por finalidade viabilizar
a compatibilidade e a padronização de diversas distribuições
Linux existentes no mercado.

Como acabamos de apresentar, a questão é CERTA, indo ao encontro do propósito do projeto. Não obstante o conhecimento do projeto por parte da banca, ainda existem questões que podem gerar muita polêmica (AKA “recursos”). Exemplo disso é a questão abaixo:

O diretório com mais arquivos em qualquer distribuição
Linux é /usr. Nele, ficam os executáveis e bibliotecas dos
principais programas.

Ora, quem poderá provar que qualquer distribuição Linux possui mais arquivos no diretório /usr ? Ademais, hoje é muito bem adotada a tecnologia de Live CD, na qual várias distribuições específicas da área de Segurança se baseiam. Uma delas guarda todo o conjunto de ferramentas no diretório /pentest, mas poderia ser qualquer outro. A questão está marcada como CERTA no gabarito.

Sem mais motivações, segue o que realmente interessa. Os diretórios abaixo são requeridos para atendimento às recomendações do projeto LSB a partr do diretório raiz, representado por uma barra normal – /:

Diretório Descrição / Utilização
bin Comandos essenciais
boot Arquivos estáticos do boot loader
dev Arquivos de dispositivos
etc Arquivos de configuração do SO
lib Bibliotecas compartilhadas essenciais e módulos do kernel
media Ponto de montagem para mídias removíveis
mnt Ponto de montagem temporário de FS
opt Pacotes de software e aplicativos
sbin Comandos essenciais de sistema
srv Dados de serviços disponibilizados pelo sistema
tmp Arquivos temporários
usr Hierarquia secundária de arquivos (vide abaixo)
var Localização padrão de dados variáveis

 

No diretório /usr são requeridos os seguintes diretórios:

Diretório Descrição / Utilização
bin A maioria dos comandos de usuário
include Arquivos de cabeçalho (header files) utilizados no C
lib Bibliotecas
local Hierarquia local (vazio após a instalação, na maioria)
sbin Binários não vitais ao sistema
share Dados independentes de arquitetura

2 Respostas to “Linux Standard Base: Filesystem Hierarchy Standard”

  1. Felipeel said

    Pra mim, o diretório com mais arquivos em QUALQUER distribuição Linux é o / (vulgo diretório raiz). E se quisesse sumir com o diretório /usr?
    Imagine uma distribuição light pra rodar em um servidor específico. Seria desnecessário alguns diretórios do linux justamente pra obter performance e direcionar a aplicação deste servidor.

    Questão mal feita…melhor nem saber qual foi a banca!

  2. papacharliefox3 said

    E pior que foi a CESPE :)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: