PCF-3

Questões comentadas, artigos e notícias

Guerreiro da Luz

Posted by papacharliefox3 em 13/03/2009

sunwarriorPalavras sábias para momentos oportunos. Em virtude da ‘área’ na qual trabalhamos, logo encontramos a fonte e assim buscamos mais força. Esta á uma obra que, sem dúvida, fará parte do meu humilde acervo; incentivo a aquisição dessa. Espero que estas sirvam para outros como me serviram.

Abraços e bons estudos!

“Um guerreiro, quando sofre uma injustiça, geralmente

procura ficar sozinho – para não mostrar sua dor aos outros.

É um comportamento é bom e mau ao mesmo tempo.

Uma coisa é deixar que seu coração cure lentamente as

próprias feridas. Outra coisa é ficar em meditação profunda todo

o dia, com medo de parecer fraco.

Dentro de cada um de nós existe um anjo e um demônio, e

suas vozes são muito parecidas. Diante da dificuldade, o

demônio alimenta esta conversa solitária, procurando nos mostrar

como somos vulneráveis. O anjo nos faz refletir sobre nossas

atitudes, e às vezes precisa da boca de alguém para se

manifestar.

Um guerreiro equilibra solidão e dependência à ajuda dos outros.

Um guerreiro da luz precisa de amor. O afeto e o carinho

fazem parte de sua natureza – tanto quanto o comer, o beber, e o

gosto pelo Bom Combate.

Quando o guerreiro não está feliz diante do pôr-do-sol,

alguma coisa está errada.

Neste momento, o guerreiro interrompe o combate e vai em

busca de companhia, para assistirem juntos ao entardecer.

Se tiver dificuldades em encontrá-la, pergunta a si mesmo:

“tive medo de me aproximar de alguém? Recebi afeto, e não

percebi?”.

Um guerreiro da luz usa a solidão, mas não é usado por ela.

O guerreiro da luz sabe que é impossível viver em estado

de completo relaxamento.

Aprendeu com o arqueiro que, para disparar sua seta a

distancia, é preciso manter o arco bem esticado. Aprendeu com

as estrelas que só a explosão interior permite seu brilho. O

guerreiro repara que o cavalo, no momento de ultrapassar um

obstáculo, contrai todos os seus músculos.

Mas ele jamais confunde tensão com nervosismo.

O guerreiro da luz sempre consegue equilibrar Rigor e

Misericórdia. Para atingir seu sonho, precisa de uma vontade

firme – e de uma imensa capacidade de entrega.

Embora tenha um objetivo, nem sempre o caminho para

atingi-lo é aquele que imagina.

Por isso, o guerreiro usa a disciplina e a compaixão. Deus

jamais abandona seus filhos – mas Seus desígnios da Providência

são insondáveis, e Ele constrói nossa estrada usando nossos

próprios passos.

Usando a disciplina e a entrega, o guerreiro não deixa que

seus gestos se transformem em rotina. O hábito nunca pode

comandar movimentos importantes.

O guerreiro da luz as vezes se comporta como água, e flui

por entre os muitos obstáculos que encontra.

Em certos momentos, resistir significa ser destruído.Nestas

horas, ele se adapta as circunstâncias. Aceita, sem reclamar, que

as pedras do caminho tracem seu rumo através das montanhas.

Nisto reside a força da água: ela jamais pode ser quebrada

por um martelo, ou ferida por uma faca. A mais poderosa

espada do mundo é incapaz de deixar uma cicatriz em sua

superfície.

A água de um rio adapta-se ao caminho que é possível, sem

esquecer do seu objetivo: o mar. Frágil em sua nascente, aos

poucos vai ganhando a força dos outros rios que encontra.

E, a partir de determinado momento, seu poder é total.

Para o guerreiro da luz, não existe nada abstrato. Tudo

é concreto, e tudo lhe diz respeito.

Ele não está sentado no conforto de sua tenda, observando o

que acontece no mundo. O guerreiro da luz aceita cada desafio

como uma oportunidade que tem para trans-formar a si mesmo.

Alguns de seus companheiros passam a vida criticando a

falta de escolha, ou comentando as decisões alheias. O guerreiro,

porém, transforma seu pensamento em ação.

Algumas vezes ele erra o objetivo, e paga – sem reclamar –

o preço de seu erro. Outras vezes desvia-se do caminho, e

perde muito tempo voltando ao destino original.

Mas um guerreiro não se distrai.

Um guerreiro da luz tem as qualidades de uma rocha.

Quando está em terreno plano – tudo a sua volta encontrou

a harmonia – ele se mantem estável. As pessoas podem construir

suas casas em cima do que foi criado por ele, porque a

tempestade não será destruidora.

Quando, porém, o colocam em terreno inclinado – e as

coisas a sua volta não demonstram qualquer respeito ou

equilíbrio por seu trabalho- ele revela sua força, rolando em

direção ao inimigo que ameaça a paz . Nestes momentos, o

guerreiro é devastador, e ninguém consegue detê-lo.

Um guerreiro da luz pensa na guerra e na paz ao mesmo

tempo, e sabe agir de acordo com as circunstâncias.

Um guerreiro da luz que confia demais na sua inteligência,

acaba por subestimar o poder do adversário.

É preciso não esquecer: há momentos em que a força é

mais eficaz que a sagacidade.

Uma tourada dura quinze minutos; o touro aprende

rápido que está sendo enganado – e seu próximo passo é partir

para cima do toureiro. Quando isto acontece, não há brilho,

argumento, inteligência, ou charme que possam evitar a tragédia.

Por isso, o guerreiro nunca subestima a força bruta.

Quando ela é violenta demais, ele se retira do campo de batalha –

até que o inimigo desgaste sua energia.

O guerreiro da luz sabe reconhecer um inimigo mais forte

que ele.

Se resolver enfrentá-lo, será imediatamente destruído. Se

aceitar suas provocações, cairá na armadilha.

Então, ele usa a diplomacia para superar a difícil situação

em que se encontra. Quando o inimigo age como um bebê, ele

faz o mesmo. Quando o chama para o combate, ele finge-se de

desentendido.

Os amigos comentam: “é um covarde”.

Mas o guerreiro não liga para o comentário; sabe que toda

a raiva e coragem de um pássaro são inúteis diante do gato.

Em situações como esta, o guerreiro tem paciência. Logo o

inimigo partirá para provocar outros.

Um guerreiro da luz não olha a injustiça com indiferença

Sabe que tudo é uma coisa só, e cada ação individual afeta todo

os homens do planeta.

Então, quando está diante do sofrimento alheio, ele usa

sua espada para colocar as coisas em ordem.

Mas, embora lute contra a opressão, em momento algum

procura julgar o opressor. Cada um responderá por seus atos

diante de Deus, e – por isso – uma vez cumprida a sua tarefa, o

guerreiro não emite qualquer comentário.”

Um guerreiro da luz está no mundo para ajudar seus

irmãos, e não para condenar o seu próximo.


Parte da obra de Paulo Coelho: Manual do Guerreiro da Luz

2 Respostas to “Guerreiro da Luz”

  1. Felipeel said

    Apesar de não gostar do Paulo Coelho, o texto em si é muito bom!
    Bom para refletir, não só por agora nestes época de “concurseiro” mas no futuro também…quando for um papacharliefox3 hehehe.

  2. papacharliefox3 said

    É isso aí! Também desconhecia qualquer texto dele, mas esse veio a calhar!

    Vamo que vamo! :)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: