PCF-3

Questões comentadas, artigos e notícias

Tiro pela culatra

Posted by papacharliefox3 em 09/04/2009

Na quarta-feira 8, esgotou-se a derradeira tentativa do deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) de transformar a Comissão Parlamentar de Inquérito de Escutas Telefônicas Clandestinas em uma arapuca para os responsáveis pela Operação Satiagraha, que levou à cadeia, por dois dias, o banqueiro Daniel Dantas. A sessão onde foi ouvido novamente o delegado federal Protógenes Queiroz, chefe da Operação Satiagraha, foi um tiro pela culatra. Queiroz deu um drible nos deputados, fez novas revelações, ignorou perguntas alheias ao objeto da comissão (escutas clandestinas) e, principalmente, deixou a dupla Itagiba e Raul Jungmann (PPS-PE) à beira de um ataque de nervos.

No palco montado por Itagiba, a estrela do picadeiro seria uma exibição de um PowerPoint intitulado “Onde está a verdade?”, um apanhado de declarações e depoimentos do delegado organizados, em forma de slides, para supostamente evidenciar suas contradições. Animado, o presidente da CPI chegou mais cedo ao plenário, antes das 14 horas, justamente para verificar se o equipamento de projeção estava pronto. Pretendia passar os slides antes de tomar o depoimento do delegado, com o óbvio intuito de constrangê-lo e influenciar os colegas de comissão. Além, é claro, de fornecer boas imagens à mídia. Deu tudo errado.

Assim que Queiroz chegou ao plenário da comissão, às 14h41, aplaudido por grupos de apoiadores ligados a movimentos sociais, o deputado Itagiba ordenou a auxiliares que iniciassem a projeção do PowerPoint, enquanto corria com as preliminares da audiência. Azar dos azares, os funcionários da comissão não conseguiram projetar os slides a tempo, por conta de um problema no sistema de informática do plenário. Contrariado, o presidente da CPI iniciou a tomada de depoimento, não sem antes anunciar que o delegado tinha em mãos um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal concedido pelo ministro Carlos Alberto Direito. “Graças a isso, ele pode ficar em silêncio ou mentir”, atacou Itagiba.

Fonte: CartaCapital

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: