PCF-3

Questões comentadas, artigos e notícias

Arquivo do Autor

Prova 2004 Nacional: Questões de Auditoria 116-120

Posted by juliomuniz em 23/03/2009

Questões da Prova Nacional 2004:

PCF3Q116-120

Seguem comentários e gabarito oficial:

116 Correto. O sistema de auditoria do Windows 2000 é bem completo, permite auditar acesso a arquivos, uso de privilégio, alterações no serviço de diretório. No caso de auditar arquivos, além de habilitar a feature no arquivo ou diretório, é preciso habilitar a política no computador em questão.

117 Correto. É a mais usada. Controlar o path e o hash do arquivo realmente é uma boa estratégia para manter a integridade do mesmo. Um link sobre o tripwire http://www.penta.ufrgs.br/gr952/segurint/segur87.html

118 Correto. O syslog realmente é sistema para geração de logs “bastante” usado no linux.

119 Correto. Basicamente define o registro do Windows.  Para acessá-lo basta executar o regedit.exe.

120 Correto. O uso do ps -aux, por exemplo, nos retorna exatamente a saída descrita na questão. Uma outra ferramenta poderia ser o Top.

Gabarito
116 C; 117 C; 118 C; 119 C; 120 C

Anúncios

Posted in Prova 2004 NAC, Segurança | Leave a Comment »

SERPRO 2008 – Redes Questões 61-65

Posted by juliomuniz em 18/03/2009

Seguem comentários de questões de rede, referentes à prova de ANALISTA DE REDES do último concurso para provimento de cargos do SERPRO.

Julgue os itens que se seguem, relativos a switches e roteadores.

61 Nos roteadores, o tratamento de pacotes em broadcast é
idêntico ao reservado pelos switches aos frames em
broadcast.

62 Funcional e operacionalmente, switches de camada 3 e
roteadores são idênticos.

63 Ao receber um frame em broadcast em uma de suas portas,
um switch o transmite em todas as suas portas.

64 O protocolo STP permite que uma rede que utilize switches
tenha redundância de enlaces físicos sem que ocorra
broadcast storm.

65 Geralmente, a capacidade de comutação dos switches é
superior à dos roteadores.

Vamos ao comentários, meu primeiro post (sintam-se a vontade para comentar):

61 Nos roteadores, o tratamento de pacotes em broadcast é idêntico ao reservado pelos switches aos frames em broadcast.

Errado. Roteador não encaminha broadcast (exceto quando explicitamente configurado > no CISCO: ip helper-address reencaminha via unicast pacotes do  protocolo IP em broadcast), enquanto o switch por default encaminha para todas as portas (exceto a que recebeu o pacote). Quando tem VLAN o switch também tem tratamento diferenciado, porém este não é o default.

62 Funcional e operacionalmente, switches de camada 3 e roteadores são idênticos.

Errado. Identico não, parecido, a diferença entre um switch de camada 3 e um roteador é que os switches têm hardware otimizado para transmitir dados tão rapidamente quanto os switches de camada 2 (o que já responde a Q. 65). Entretanto, eles ainda decidem como transmitir o tráfego na camada 3, exatamente como um roteador faria.

63 Ao receber um frame em broadcast em uma de suas portas, um switch o transmite em todas as suas portas.

Errado. Essa é pegadinha (eu escorreguei). O que temos que lembrar é que o frame em broadcast é enviado para todas as portas EXCETO a porta que recebe o frame.

64 O protocolo STP permite que uma rede que utilize switches tenha redundância de enlaces físicos sem que ocorra broadcast storm.

Certo. O STP (Spanning Tree Protocol, 802.1d) trata basicamente da ocorrencia de Loops em redes comutadas. Mais detalhes em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Spanning_Tree_Protocol

65 Geralmente, a capacidade de comutação dos switches é superior à dos roteadores.

Certo. Basta vermos que devido a quantidade de portas de switches, este precisa ter um backplane que suporte o tráfego gerado pelas suas portas. Qualquer switch de 24 portas 10/100 tem uma capacidade de comutar 6,5 Milhões de pacotes por segundo (6,5 Mpps).

Gabarito Oficial (Definitivo)

61: E   62: E   63: E   64: C  65: C

Posted in Redes | Etiquetado: | 3 Comments »