PCF-3

Questões comentadas, artigos e notícias

Archive for the ‘Português’ Category

Prova 2002: Q8 Português

Posted by papacharliefox3 em 20/11/2009

Comentários

1 Essa é fácil. “Um” possui gênero masculino, logo  “à um” não existe…

2 “Quem disponibiliza, disponibiliza algo a alguém” – OK. Mas, veja a pegadinha do malandro: A disponibilização de recursos…são esperados. O certo seria “é esperada!”.

3 “…as várias moedas não são a única forma de relação comercial”, sinistro, não? Pensa assim: os peritos são a salvação da humanidade (caraca!). É possível? (“gramaticalmente” falando, cabeção!) É sim! E por que as moedas não podem ser a única forma de relação comercial? Acorda aí…

4 A construção “em que um país necessita” está incorreta. “Quem necessita, necesita de algo”. Ninguém necessita “em algo”.

5 “Em relação à América do Sul” é o correto. Em relação ao Brasil. Crase na veia!

Gabarito

1-E  2-E  3-C  4-E  5-E

Anúncios

Posted in Português, Prova 2002 | 1 Comment »

Prova 2004 NAC: Português Q.12-16

Posted by papacharliefox3 em 05/11/2009

Salve! Sem perder o ritmo! Mais umas de Português, desta vez da prova Nacional de 2004.

12-16

Comentários

O que enfraquece é o que vai de encontro, ou seja, o pensamento contrário ao expresso no texto I. Este deixa claro que o autor não é a favor do porte de arma pela população. Assim, deverá ser marcado como CERTO, somente o que for contrário a opinião do texto, ou seja, a questão que contiver opinião a favor do porte de arma pela população.

12 Não enfraquece.

13 Defende a proibição da venda de armas, logo, não enfraquece.

14 Texto a favor do porte de armas, logo, a questão está certa.

15 A favor do desarmamento, questão errada.

16 Idem.

Gabarito Oficial

12-E  13-E  14-C  15-E  16-E

Posted in Português, Prova 2004 NAC | Leave a Comment »

Prova 2002: Português Q7

Posted by papacharliefox3 em 05/11/2009

Salve, concurseiros!

Mais uma de Português da prova de 2002. 

p70p7

Comentários

1 Correto, conforme visto no texto: (…) enfrentar o desafio deincrementar as exportações brasileiras (…) “Nossa prioridade é o MERCOSUL”.

2 O 2º parágrafo se refere exatamente ao que consta no item.

3 O terceiro parágrafo não é narrativo, mas dissertativo, como todo o texto (último item).

4 Não é descrito o papel geopolítico do Brasil. Este papel de líder geopolítico é citado pelo autor apenas como necessidade.

5 Quando o autor altera de 3ª pessoa para 1ª pessoa do singular, de certa forma, ele inclui o leitor em suas afirmativas. Isso nos faz (leitores) avaliar nosso ponto de vista, concordando ou não com tais afirmações.

Gabarito Oficial

1-C  2-C  3-E  4-E  5-C

Posted in Português, Prova 2002 | Leave a Comment »

Prova 2002 – Português Q. 4-5

Posted by papacharliefox3 em 06/10/2009

Salve! Duas questões de Língua Portuguesa. Ainda faltam pouco mais de 20 destas… :)

p45

p45

Comentários

4.1 O texto trata do gauchismo, e a metáfora com os caranguejos diz respeito ao movimento separatista presente no sul do país. O termo MERCOSUL é bastante amplo, de forma que não se relaciona aos caranguejos gaúchos.

4.2 Vai do particular, relacionado aos problemas separatistas dos gaúchos; ao geral, relacionado com a discussão ampla do MERCOSUL, onde, de forma abstrata, cita-se, inclusive, o narcisismo de alguns.

4.3 Perfeito, conforme o terceiro parágrafo do texto.

4.4 As relações sintáticas são alteradas. Acredito que a diferença esteja na relação de transitividade dos verbos avistar e passar.

4.5 Não há elevado nível de afinidade política, muito menos cultural entre os integrantes daquele mercado.

5.1 Antes, depois, durante: tempo. Diferente do item 5.5, que trata o “Antes” como condição/finalidade.

5.2 O verbo ‘ter’ com sentido de ‘necessidade’ (diferente de ‘posse’) é transitivo indireto, logo, pode aceitar a partícula ‘de’.

5.3 Quem mostra, mostra algo a alguém. Verbo transitivo direto e indireto. A frase tem função de complemento verbal (objeto direto).

5.4 O verbo ‘necessitar’ com sentido de ‘carecer’ aceita – opcionalmente – a preposição, comportando-se como verbo transitivo indireto.

5.5 Explicado no comentário do item 5.1.

Gabarito

4.1-E  4.2-C  4.3-C  4.4-E  4.5-E

5.1-C  5.2-C  5.3-C  5.4-C  5.5-E

Posted in Português, Prova 2002 | Leave a Comment »

Prova 2002: Português Q3

Posted by papacharliefox3 em 11/08/2009

p3

A partir das idéias dos textos I e II, julgue os itens subseqüentes.

1 Segundo o texto I, a empresa TeleA investe anualmente mais de
150 milhões de reais no apoio a projetos sociopolíticos para tirar
as crianças das ruas.

2 As empresas anunciadoras, TeleA e TeleB, apresentam, em
comum, o fato de estarem fazendo propaganda de serviços de
telecomunicações prestados à comunidade.

3 Enquanto a propaganda do texto I dirige-se, principalmente, a
um cidadão, tratando-o por você, a do texto II visa à
comunicação com empresas.

4 Infere-se do texto II que, no 0800 Light, a qualidade da voz e do
tráfego em linha digital é a principal vantagem do beneficiário
e que, no Vox Direta, a economia da própria empresa é
favorecida.

5 A “comunidade virtual” descrita no último período do texto II
refere-se ao projeto Internet 2, também denominado segunda
geração da Internet, em que, por meio de linhas “100% digitais”,
disponibiliza uma banda larga capaz de permitir o tráfego de
dados a uma taxa superior a 1 Gbps entre dois pontos quaisquer
da rede e, graças às técnicas de criptografia, torna as transações
na Internet completamente seguras.

Comentários

1 Sociopolítico é igual a cultural? Acredito que não. De qualquer forma, o investimento (150 milhões) não é especificamente em projetos específicos, muito menos de apoio a tais projetos.

2 No texto II, deve-se entender que o público corporativo (empresas, corporações) também fazem parte da comunidade, logo, a questão está certa.

3 Só complementando o que citei acima. Correto.

4 O primeiro destaca-se pelo custo reduzido; o segundo, por um pacote econômico, específico para empresas. Além disso, não há como a qualidade de voz e tráfego ser uma vantagem da TeleA ou TeleB, pois ambas utilizam a mesma tecnologia (linhas 100% digitais).

5 Essas é daquelas “quanto mais se lê, mais vontade de marcar ‘E'”…

Gabarito Oficial

1-E  2-C  3-C  4-E  5-E

Posted in Português, Prova 2002 | Leave a Comment »

Prova 2004 NAC: Questões 1-11 – Português

Posted by papacharliefox3 em 09/07/2009

Salve! Conforme o propósito principal do blog, envio abaixo mais algumas questões comentadas das provas anteriores. As primeiras questões da prova de 2004 Nacional.

q1-11

Comentários:

1 Segundo a banca, a descrição está correta, trata-se de um aposto circunstancial.

2 Perceba que a conjugação do verbo vir (presente do subjuntivo) torna-se errada ao trocar-se venha por vem.

3 A introdução de uma preposição (de) altera a correção gramatical da oração.

4 Essa questão lembrou da piada mais circulada na Internet sobre vírgula:

“Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro à sua procura” Vírgula depois de tem ou depois de mulher? Tem aquela do café também: Quer café, fresco? :)

Enfim, a frase, com vírgula, ficaria da seguinte forma: (…) a Cultura da Paz surge como uma proposta da ONU, que tem por objetivo conscientizar a todos. Realmente gera uma dúvida: a ONU ou a Cultura da Paz tem por objetivo conscientizar a todos?

5 A nossa cultura atual (paradigma atual) está eivada (manchada) pela parte negativa (desumanização, etc.), o novo modelo busca superar essa parte negativa.

6 Perfeito, pela = por + a.

7 Perfeito.

8 Idem.

9 Independente se refere a “as estatísticas”. É um advérbio e assim é invariável, ou seja, não fica no plural para combinar com o termo ao qual se refere.

10 O termo “daí” marca “mais armas” e não “o debate”.

11 Quem disse que não se pode usar aspas em redações oficiais?

Gabarito Oficial:

1-C

2-E

3-E

4-C

5-E

6- C

7-C

8-C

9-E

10-

11-E

Posted in Português, Prova 2004 NAC | Leave a Comment »

Prova 2002: Português Q. 1-2

Posted by papacharliefox3 em 09/07/2009

camoesSalve, cabocos!

Mais uma matéria entrará na ‘roda’, desta vez trata-se de Português. Ninguém sabe ao certo até que ponto esta matéria é realmente cobrada na prova haja vista o número de questões que exigem bastante conhecimento de interpretação de texto e semântica. Dessa forma, questões de Atualidades ou Raciocínio Lógico podem se tornar bem mais difíceis sem o conhecimento da nossa língua-mãe.

Eis o texto das questões:

pt12

Comentários:

A questão 1 aborda a parte de interpretação de textos, enquanto a 2, gramática e afins.

1.1 Nos textos acima encontram-se breves descrições de serviços ou produtos das Teles, mas nada a respeito de aparelhos (diferente de linhas telefônicas ).

1.2 Sem dúvida, enfoque histórico. Veja, lá pode-se encontrar os trechos “naquele ano de 1960…”; “Em dois anos, foram instaladas…”; “A TeleA investe atualmente…”.

1.3 A palavra “exclusivamente” mata a questão. Não há como assumir que o texto é destinado apenas às empresas públicas ou privafas do DF.

1.4 Absurdo, em lugar algum dos textos é citada alguma referência à redes dial-up.

1.5 Essa questão envolve um pouco de Atualidades, não? (privatizações na década passada?) Mas o enunciado não se resume aos textos expostos? Sei lá eu! Enfim, acredito que o que foi afirmado é verdade. Década passada = Collor (2 anos) + FHC. Para se ter uma ideia , em 1998, o orelhudo, por meio da gangue do FHC, comprou a Telebrás. Mais detalhes na blogosfera de esquerda… :)

2.1 Qual a diferença entre futurista e futurística? Dá-lhe morfologia!  Encontrei em algumas fontes que o sufixo -ístico = ista + ico(a), assim, futurístico é relativo ao futurista. Acredito que ambos poderiam ser empregados.

2.2 Cadê a conjunção que envolve tempo? “Como”?

2.3 A palavra “apóia” refere-se ao verbo “apoiar”, na 3ª pessoal do singular, conjugado no tempo presente do modo indicativo. Já “apoio” é alguma coisa (substantivo talvez), mas não da mesma classe da primeira. :)

2.4 Não percebo erro após a substituição, e você?

2.5 A matriz “de sua empresa” (termo citado em seguida) só pode ser uma, correto? Flexionado a palavra matriz (matrizes) geraria um conflito semântico com a expressão “sua empresa”.

Gabarito Oficial

1 E C E E C

2 E E C C C

Posted in Português, Prova 2002 | Leave a Comment »

Prova de 2004 Regional: Raciocínio Lógico

Posted by papacharliefox3 em 01/03/2009

otAs únicas questões de lógica dos concursos de 2002 e 2004. A banca foi esperta, fez o candidato ler o edital ‘na marra’. :) Percebam que parte do edital é a base para resolução das questões. Além do conhecimento de lógica, faz-se necessário facilidade de interpretação de textos e noções de probabilidade e estatística. Essa é a CESPE.

Quantas questões de lógica serão cobradas na próxima prova? Façam suas apostas! Antes de comentar as questões, fica um desafio para os leitores deste humilde blog, mandem seus comentários ou e-mails com a resposta. Seria legal questões assim na prova, mas não é o estilo CESPE (talvez ESAF e FCC):

“Halley Freitas trabalha em uma biblioteca, ele aproveita o tempo de folga para devorar os livros, na medida em que quer se tornar um perito criminal federal. Um dia desses, percebeu que poderia ler sobre Conhecimentos Gerais em uma antiga enciclopédia, entretanto, esta se encontrava literalmente entregue às traças. As traças atacaram a enciclopédia, que estava perfeitamente organizada em uma estante. Elas comeram da primeira página do primeiro livro até a última página do último livro. Sabendo-se que existiam exatamente 10 livros na enciclopédia, cada um com 100 folhas, e que as traçam não comeram as capas, quantas folhas as traças comeram?”

Resposta:

(a) 1000 páginas
(b) 10 páginas
(c) 900 páginas
(d) 802 páginas
(e) 2 páginas

O pessoal de exatas fica meio maluco com essas questões. Se não conseguiu ‘enxergar’, aguarda o novo post, sai dessa e vai estudar :)

rl

Questões e comentários:

Continue lendo »

Posted in Português, Prova 2004 REG, Raciocínio Lógico | 6 Comments »

Macetes de Português: Crase junto a nomes de lugar

Posted by papacharliefox3 em 17/02/2009

Essa é conhecida dos concurseiros, mas vale a pena deixar registrada:

– Vou a Brasília participar do curso de formação. (dizem que é só em 2010!)

Nota-se a ausência da crase. O macete é tentar escrever uma oração utilizando o verbo VOLTAR junto com o lugar envolvido. Ao final, caso caiba “volto da”, utiliza-se crase; ao contrário, caso caiba apenas “volto de”, não utiliza-se crase.

Assim, o teste ficaria o seguinte:

– Volto de Brasília, após conhecer a ANP.

Se pensou em colocar crase neste último “a”, me manda um e-mail vai estudar mais, porque “a” coisa tá feia…

Tenta aplicar o macete acima na oração abaixo:

– Vou __ Alemanha tomar cerveja.

Sacou o esquema? Tem gente que curte musiquinhas, mnemônicos e outras perfumarias para aprender. Se este é seu caso, decora isso aí:

Fui com a voltei com da, crase já.
Fui com a, voltei com de, crase pra que?

Posted in Português | 5 Comments »